A Espia é uma lufada de ar fresco

Numa altura em que o povo português está ocupado em devorar todas as séries da Netflix e de outras plataformas de streaming devido à quarentena pelo Covid 19, a RTP lança A Espia. Esta nova série conta com atores de renome, como Daniela Ruah, Maria João Bastos, Marco d’Almeida, Diogo Morgado entre outros. A Espia estreou na estação pública no dia 8 de abril e conta, até à data, com três episódios bem fortes e com muito potencial. Estão todos disponíveis na RTP Play. Contudo, pode acompanhar a série semanalmente na RTP 1. Saem novos episódios todas as quintas-feiras.

A Espia
A Espia Imagem: RTP

A história começa no ano de 1941, em plena Segunda Guerra Mundial. Portugal vive na ditadura de António de Oliveira Salazar e manteve-se neutro durante a guerra. No entanto, a realidade é um pouco diferente.

O regresso de um rosto de Hollywood
com sangue português

Daniela Ruah é a protagonista e dá vida a Maria João, uma mulher infeliz no casamento (visto que não parece minimamente triste por ter o marido em Timor) que trabalha com o sogro numa empresa de transportes. Quando ocorre um assalto numa das fábrica da empresa no Porto, Maria João resolve viajar até ao norte e averiguar o sucedido. Aí reencontra a sua amiga de infância, Rose Lawson (Maria João Bastos). Rose, por motivos de força maior viu-se envolvida numa rede de espionagem que lidava com uma eventual invasão alemã a Portugal.

Claro que nenhuma série fica completa sem a sua dose de romance. Maria João tem de se aproximar de Siegfried (Diogo Morgado), um alemão que se dedica a supervisionar a produção de volfrâmio (muito importante durante a Segunda Guerra Mundial para a blindagem de armamento e endurecimento das munições). No entanto, tudo se complica quando há sentimentos à mistura.

Portugal volta a apostar em conteúdo de qualidade

Que refrescante não termos de recorrer apenas a séries estrangeiras da Netflix ou da HBO. A RTP apresentou-nos a série que o povo português precisava. Em primeiro lugar, temos o regresso de Daniela Ruah à televisão (como tal, é fácil atrair espectadores). Depois temos uma realização de excelência, uma história diferente, ousada e bem construída e um guarda roupa fenomenal.

Como vivemos no mundo da televisão portuguesa em que (quase que) temos de nos cingir a telenovelas, talk e reality shows, a nova produção do canal público é como uma lufada de ar fresco.

A RTP é, sem dúvida, uma máquina de criar conteúdo nacional e de qualidade. Nos últimos anos, a estação de televisão pública apresentou ao público português séries como Conta-me Como Foi ou o Ministério do Tempo. Ambas tiveram um enorme sucesso em Portugal e deram um passo certo na ficção portuguesa. Como tal, resolveram continuar. Nós agradecemos.

A série terá o total de 8 episódios. Portanto ainda temos alguns serões para acompanhar as vidas destes espiões. Apesar de vivermos em períodos de incerteza, nem tudo tem de ser mau. Assistir a séries é uma maneira de enriquecer a mente e a alma. Afinal, descontraímos e ficamos um pouco mais cultos.

Ficha técnica:

Título A Espia
Ano de produção 2020
Canal RTP
Número de episódios 8
Duração média por episódio 42 min
Transmissão 8 de Abril de 2020 – 27 de Maio de 2020
Género Drama, suspense, mistério, histórico
País de origem Portugal
Elenco Daniela Ruah, Maria João Bastos, Marco D’Almeida, Diogo Morgado
Realizador Jorge Paixão da Costa
Idiomas Português, inglês e alemão

Este artigo foi atualizado a 03/06/2020

Etiquetas:

One thought on “A Espia é uma lufada de ar fresco”

  1. Olá, isto é um comentário.
    Para iniciar a moderar, editar e eliminar comentários, por favor visite o ecrã de comentários no painel.
    Os avatares dos comentadores são do Gravatar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *